Novo emprego: saiba conquistar uma boa oportunidade

,

Entenda quais são os erros que colocam tudo a perder

O nervosismo e a ansiedade são companheiros fiéis dos candidatos a vagas de emprego.  E o resultado da presença desses sentimentos, geralmente, é a ocorrência de alguns deslizes que colocam tudo a perder. Um dos erros fatais na procura de um novo emprego, é a demonstração de descontentamento com empresas anteriores durante as entrevistas.

De acordo com Madalena Feliciano, especialista em transição de carreiras, da Outliers Careers, de São Paulo (SP), é muito importante manter a postura profissional e não achar que o entrevistador (por mais legal que seja!), é uma pessoa a quem você pode desabafar. “Essa técnica de descontração é muito usada para fazer o candidato se soltar. O problema é quando alguns se soltam demais. Quando perguntarem por que você saiu do emprego anterior, ou porque está buscando uma nova empresa, não prolongue muito a resposta e não entre em detalhes”, afirma.

“Todos nós já passamos por situações em que colegas de trabalhos e chefes de setor não eram tão legais assim, mas esses são nossos problemas pessoais com eles e ninguém mais precisa saber. Diga que houve conflito de interesses e horários ou que você está buscando novas experiências. E só”, recomenda Madalena.

Durante a entrevista é muito importante manter a postura profissional e não achar que o entrevistador é uma pessoa a quem você pode desabafar

A especialista cita que duas coisas podem acontecer se você falar mal do seu antigo chefe: o empregador pode acabar entendendo mais o seu antigo chefe e achar você incapaz de realizar tais atividades, ou achar que você fará o mesmo com a empresa dele quando sair. “De qualquer forma, não pega bem para o entrevistado. Passa a imagem de uma pessoa fofoqueira e sem ética, acima de tudo”, afirma.

E se você está infeliz com o atual emprego, não deixe que isso interfira nas suas escolhas. “A pressa de sair do emprego atual geralmente faz com que você atire para todos os lados e cometa o mesmo erro: se encontrar preso em uma empresa que não lhe agrada. Em situações como essa, a ansiedade e frustração não podem afetar o julgamento para a escolha de um novo emprego. Pelo contrário, se você já passou pela péssima experiência de trabalhar infeliz, preste bastante atenção e analise bem as empresas para as quais você está se candidatando. Pesquise!”, aconselha a gestora.

A importância de se planejar a carreira ainda na faculdade

,
Quanto mais cedo se começa a traçar as metas da carreira, mais bem sucedido é o profissional No atual mundo globalizado, em que as mudanças ocorrem muito mais rapidamente e a concorrência no mercado é cada vez mais alta, planejar…

A importância da inteligência emocional no mundo corporativo

Muito mais do que um bom currículo, as empresas procuram por profissionais equilibrados e capazes de lidar com situações difíceis do cotidiano. Com cada vez mais informação, tarefas a serem realizadas e estresse no dia-a-dia, uma empresa,…

Na entrevista de emprego, quem fala menos, ganha mais

Por Madalena Feliciano* Não é incomum para trabalhadores se verem presos em um emprego que não lhes traz satisfação profissional. Seja pelo convívio com colegas, valores da empresa ou remuneração salarial, não estar feliz no ambiente…

Piracicaba tem palestra sobre empoderamento de equipe em prol do Fundo Social

O Clube de Campo de Piracicaba (SP) realiza a palestra “Empoderamento - Todos Podem” nesta quinta-feira (8). O evento será no salão de cristal e a entrada é um pacote de fraldas geriátricas ou produtos não perecíveis, que serão…

As melhores matérias de 2016.

Geração Y: A Especialista em Carreiras, Madalena Feliciano, fala sobre a sucessão das gerações de filhos nas empresas. (02/05/2014). Matéria com Madalena Feliciano na BBC News! Negócios em família: como prosperar? (08/05/2014). Matéria…